IMPACTO AMBIENTAL

São quaisquer agentes (químicos, físicos, meteorológicos, etc.) que podem gerar um desequilíbrio temporário ou permanente, no ecossistema. Os principais agentes geradores são:
Queimadas. Mais efetivo agente de I.A., efeito permanente;
Desmatatamento. Mais comum agente de I.A., efeito permanente, pode ser causado por: utilização agropecuária, imobiliária, especulativa, industrial e etc..;
Poluicão. Ocorre por vários motivos e podendo ter efeito permanente ou temporário. Exemplos:
1º Ação de agentes químicos de modo direto (exs: defensivos agrícolas e resíduos de industriais). Efeito permanente ou temporário dependendo do agente e da concentração;
2º Ação de agentes químicos de modo indireto (exs: chuva ácida e cfc). Efeito permanente ou temporário dependendo do agente e da concentração;
3º Ação de agentes físicos biodegradáveis (ex: lixo orgânico da civilização [papel simples]). Efeito temporário;
4º Ação de agentes físicos não biodegradáveis (ex: lixo inorgânico da civilização [resíduos de radioatividade]). Efeito permanente.
Assoreamento.  Este tipo de agente ocorre nos rios,  lagos e lagoas,  por vários motivos e podendo ter efeito permanente ou temporário.  Consiste na formação de aterros nos leitos, normalmente oriundos de desmatamentos e garimpagem nas margens dos locais citados.

Clique para ampliar - Photo by Luiz S. Otero
Clareira aberta na Floresta Amazônica por tratores de madeireiras
(proximidade da Serra dos Carajás, PA)

Clique par ampliar - Photo by Alexandre Soares
Assoreamento no Rio São Francisco, entre Januária e Pedras de Maria da Cruz



 
Mandamentos para colecionismo didático
Eco-glossário
Fórum Correióptero 
breve